Do banco, Ronaldo vê Juventus ir à Champions com pior campanha desde 2011; Neymar é vice na França

·2 minuto de leitura

O goleiro Larsonneur provocou. Indicou o canto para bater, foi para a outra trave e ironizou Neymar antes da cobrança de pênalti. E o brasileiro caiu na catimba. Ao chutar para fora, o camisa 10 ilustrou como foi melancólico seu final de temporada. Eliminado da Liga dos Campeões, sem título do Campeonato Francês e, provavelmente, sem o prêmio de melhor do mundo.

O PSG até venceu o Brest por 2 a 0, mas ao título ficou com o Lille, que venceu o Angers pelo mesmo placar. O feito é histórico: é a primeira vez que Neymar não é campeão nacional desde que chegou na França, em 2017. E o Paris Saint-Germain fica sem o troféu, o que não acontecia desde 2016. Na temporada, conquistou apenas a Copa da França.

Na Europa, é a segunda vez que Neymar não conquista o título nacional (em 2016-17, também foi vice-campeão com o Barcelona). Méritos do Lille de sua excelente defesa, de 23 gols sofridos em 38 jogos, com a dupla Jonathan David e Burak Yilmaz letal na frente.

Mas Neymar não é o único astro que teve uma frustrante despedida de temporada neste fim de semana. Cristiano Ronaldo ao menos viu a Juventus, que venceu o Bologna por 4 a 1, conseguir a classificação à Liga dos Campeões. O tropeço do Napoli, que empatou em 1 a 1 com o Hellas Verona, foi determinante.

No entanto, o português ficou no banco e sequer entrou em campo, aumentando os rumores sobre a sua saída. Algo impensável para quem é considerado a maior contratação do futebol italiano nos últimos anos. Em 4º lugar, a Juventus fez a sua pior campanha no italiano desde 2011.

Futuro de Ronaldo

Mesmo com 40 gols em 53 partidas, Cristiano Ronaldo tem sido duramente criticado pela imprensa italiana e deve deixar a Juventus ao final da temporada mesmo com a equipe na Uefa Champions League.

Segundo o jornal italiano Tuttosport, Manchester United e Paris Saint-Germain são os dois clubes interessados em contar o atacante, que ainda tem contrato com a Vecchia Signora até junho de 2022. Se não houver renovação, a partir de dezembro o português poderá assinar um pré-contrato com outro clube.

Apesar dos 40 gols marcados, Cristiano Ronaldo é considerado caro pela Juventus. Por diversas vezes, a imprensa italiana apontou que o craque poderia ser negociado para dar um alívio na folha salarial da Juve.

O PSG já está ‘ameaçando’ contratar outra mega-estrela e está nesse eterno namoro com Messi e Cristiano Ronaldo. Ambos nesse momento conturbado em seus respectivos clubes, pode ser um sinal para o futuro. Já o Manchester United, é onde o português surgiu para o futebol, e foi craque da conquista da Champions de 2007/08.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos