Band transmitirá F1 com exclusividade no Brasil até 2022

·2 minuto de leitura
*ARQUIVO* São Paulo, SP, BRASIL, 17-11-2019 - GP Brasil de Formula 1 no Autódromo de Interlagos. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)
*ARQUIVO* São Paulo, SP, BRASIL, 17-11-2019 - GP Brasil de Formula 1 no Autódromo de Interlagos. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Grupo Bandeirantes anunciou, na tarde desta terça-feira (9), acordo para transmitir os GPs de F1, com exclusividade no Brasil, até o fim de 2022.

A atual temporada está prevista para começar no dia 28 de março, com o GP do Bahrein, e vai até o dia 12 de dezembro, em Abu Dhabi. Ao todo, serão 23 provas neste ano, uma delas em São Paulo, em novembro.

O vínculo entre a emissora paulistana e a Liberty Media/FOM (braços comerciais da categoria) estava encaminhado desde a semana passada.

Segundo a Band, as 23 corridas serão exibidas pelo canal de televisão aberta Rede Bandeirantes e os treinos classificatórios no canal pago BandSports. Este também transmitirá as etapas das Fórmulas 3 e 2.

"O Brasil representa um dos cinco maiores mercados do mundo em audiência e faturamento da Fórmula 1. Voltar a ser a casa da categoria depois de 41 anos é motivo de muito orgulho para nós", diz João Saad, presidente da Rede Bandeirantes, em comunicado à imprensa.

A Globo, que transmitia a F1 desde 1972 (e de forma ininterrupta desde 1981), não obteve acordo para renovação do vínculo encerrado com a temporada de 2020.

A Band tem montado uma equipe para transmissões de corridas. No final do ano passado, a emissora paulistana assumiu as transmissões da Stock Car, que também tinha contrato com a Globo, e anunciou a chegada de Reginaldo Leme, comentarista histórico da concorrente por quatro décadas, até o fim de 2019.

A repórter Mariana Becker, especializada na cobertura de F1, não renovou o seu contrato com a Globo, depois de 27 anos, e também é cotada para fechar com a Band.

A Band transmitiu a categoria pela última vez em 1980. Foi a primeira temporada completa exibida no país, e na ocasião Nelson Piquet ficou perto do título. A Globo retomou as transmissões a partir de 1981 e pôde assim exibir a primeira conquista de Piquet.