Banda sul-coreana 2Z anuncia turnê em 4 cidades em sua primeira vinda ao Brasil

·3 min de leitura

A banda sul-coreana 2Z vem ao país pela primeira vez em junho deste ano para realizar a turnê “A Crash Landing”, que consiste em um show em São Paulo e sessões de autógrafos em Recife, Fortaleza e Rio de Janeiro. Fãs também poderão adquirir ingressos para tirar fotos individuais com os artistas, sendo 100 tíquetes para cada cidade, onde ainda haverá venda de um CD duplo produzido com exclusividade para os eventos no Brasil. Já em São Paulo, está agendado o “Hi-touch”, que permite cumprimentá-los com um toque de mãos.

As entradas serão comercializadas online a partir das 12h do próximo dia 5 no site da Sympla. Clientes do Clube Fidelidade Galaxie, da Highway Star, podem comprá-las na pré-venda entre os dias 3 e 4. Para o show em São Paulo, há desconto para quem doar 1 kg de ração para cães ou gatos na entrada do evento. Os pacotes de ração devem estar lacrados, dentro da validade e não serão aceitos pacotes a granel. As doações serão entregues para grupos de proteção animal da região.

Formada por Ho Jin (vocais), Ji Seob (guitarra), Jung Hyun (baixo), Bum Jun (bateria) e Zunon (percussão e teclados), 2Z estreou em janeiro de 2020, com o EP "We Tuzi". Nas redes sociais, a banda faz sucesso com seus covers de hits sul-coreanos num estilo pop rock. Entre eles, está a regravação de uma música originalmente lançada durante o regime ditatorial na Coreia do Sul. Em entrevista ao EXTRA em junho de 2021, a banda explicou que visou a levar uma mensagem de esperança por dias melhores aos fãs em meio à pandemia da Covid-19.

O baterista Bum Jun definiu o rock como a base da banda e, assim, conforme os membros estudavam canções que marcaram a história de seu país, se depararam com "행복의 나라로" (Vamos à terra da felicidade, em tradução livre), de Han Dae-soo. A letra lhes causou um grande impacto, de forma que não tardaram a decidir regravá-la.

— Como o rock começou na Inglaterra e nos Estados Unidos, nós também começamos nesta área escutando e aprendendo música de bandas lendárias destes países. Mas como estávamos fazendo música, começamos a pensar mais sobre como expressar musicalmente enquanto coreanos. Nós começamos a encontrar músicas lendárias com um significado extraordinário na história da música coreana. A canção que descobrimos deste jeito foi “To the the land of happiness” do Han Dae-soo. Lançada em 1974, a canção tem idade parecida com a dos nossos pais. A República da Coreia naquela época vivia um período em que muitos jovens ansiavam por liberdade e democracia sob a ditadura do governo militar — disse o músico, líder da banda.

Bum Jun avaliou que "Vamos à terra da felicidade" é como se representasse na Coreia do Sul o que é "Stairway to Heaven" na música ocidental, "conduzindo os jovens daquele tempo para a liberdade, cansados do desespero e frustração", explicou ele, satisfeito por ter sido notado, e aprovado, pelo autor da canção regravada.

— Em meio ao desastre global da Covid-19, nós cantamos e tocamos essa canção à nossa própria maneira, na expectativa de que as pessoas não abrissem mão da esperança e se sentissem verdadeiramente felizes. E, para a nossa surpresa, alguns dias depois, Han Dae-soo postou em seu perfil de rede social sobre isso, nós ficamos tão animados que gritamos, e isso foi um momento muito feliz e magnífico — contou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos