Bandeira do Brasil, V de vitória e número da campanha: confira as máscaras dos candidatos na pandemia

Victor Farias
·2 minuto de leitura
Ofotográfico / Agência O Globo
Ofotográfico / Agência O Globo

BRASÍLIA — Em meio à pandemia do novo coronavírus, candidatos e políticos das maiores cidades do país escolheram máscaras estilizadas para irem às urnas votar neste domingo. Os equipamentos de proteção contra a Covid-19 variam em cores e símbolos e são obrigatórios nos locais de votação.

Integrantes do PT como a candidata a prefeita do Rio de Janeiro Benedita da Silva e o ex-presidente Lula, por exemplo, apareceram com máscaras vermelhas, símbolo do Partido dos Trabalhadores. O equipamento de proteção de Lula era simples, com uma estrela branca, enquanto o de Benedita continha o nome dela e o número do partido.

Adversária de Benedita na capital fluminense, Martha Rocha (PDT) foi votar com uma máscara azul, com seu nome e o seu número de campanha estampados no tecido. Já Marcelo Crivella (Republicanos) e Eduardo Paes (DEM), apareceram com os equipamentos de proteção sóbrios, de cores neutras, sem números ou símbolos.

Na maior cidade do país, os candidatos a prefeito de São Paulo também variaram nas escolhas das máscaras. Bruno Covas (PSDB) foi com um equipamento de proteção preto, sem símbolos, enquanto Guilherme Boulos (Psol) e Márcio França (PSB) usaram máscaras brancas, com os números da campanha. Na máscara do candidato do Psol também aparecia uma mão fazendo o símbolo do número dois.

Candidato do presidente Jair Bolsonaro na capital paulista, Celso Russomano (Republicanos) foi ao local de votação com uma máscara estampada com a bandeira do Brasil, símbolo muito utilizado por apoiadores do presidente. Bolsonaro, por sua vez, votou no Rio com uma máscara branca e a tirou ao sair do espaço de votação.

Os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer também votaram neste domingo usando máscaras. O tucano escolheu um equipamento branco, sem ilustrações, enquanto o de Temer era estampado com cedros-do-Líbano, árvore símbolo do Líbano, país dos pais do ex-presidente.