Bandidos atacam unidades da polícia e queimam veículos em Florianópolis

Bandidos atacam unidades da polícia e queimam veículos em Florianópolis

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em um intervalo de pouco menos de sete horas, criminosos realizaram sete ataques contra equipes da polícia e agências bancárias em Florianópolis. Além disso, incendiaram um ônibus, um carro e duas vans.

O governo diz que os confrontos foram uma resposta a operação policial que impediu a tomada de bocas de fumo no bairro Monte Cristo por facção rival. Nesta quarta (26), em reunião de emergência, foi definido o reforço no policiamento ostensivo na cidade.

De acordo com a secretaria de Segurança Pública, um homem foi baleado durante troca de tiros com a polícia e encaminhado a hospital. Nenhum policial ficou ferido.

Os ataques começaram por volta das 21h de terça (25), quando bandidos dispararam contra a base do Grupamento de Polícia de Choque no bairro Agronômica, e contra a 2ª Delegacia de Polícia, no Saco dos Limões.

No decorrer da noite, houve disparos contra uma base de policiamento no bairro Monte Verde e uma agência bancária no bairro Estreito. No centro da cidade, outra agência foi invadida, com arrombamento do caixa eletrônico de emissão de cheques.

Além disso, houve troca de tiros entre policiais e criminosos no bairro Monte Cristo, deixando um homem de 33 anos ferido.

A última ocorrência foi registrada por volta das 3h40, quando dois carros foram queimados no bairro Saco Grande.

Em nota, a secretaria de Segurança diz que os ataques foram promovidos por facção criminosa que tentou invadir bocas de fumo do bairro Monte Cristo, mas foram impedidas após a chegada do policiamento no local.

"Houve troca de tiros com integrantes da facção rival e a PM agiu rápido. A partir daí, os criminosos iniciaram a série de ataques disparando contra unidades policiais e provocando incêndios", diz o texto.

O órgão, porém, não informou o nome das facções.