Banhos, saunas e hidromassagens quentes afetam a saúde do esperma, diz estudos; entenda

Nesses meses de inverno, quem não gosta de relaxar em uma banheira com água pelando ou na sauna. Entretanto, estudos comprovam que para os homens isso pode ser nocivo, especialmente para a saúde dos espermatozoides saudáveis.

Os testículos precisam ser mantidos a pelo menos dois graus abaixo de 37° para manter sua função. O corpo os mantém resfriados naturalmente. Um estudo recente feito pelo Centro Hospitalar Universitário de Toulouse, na França, chegou a mostrar que se a temperatura escrotal aumentar alguns graus, pode causar infertilidade.

Esse trabalho foi realizado em voluntários férteis que usavam roupas íntimas especiais que deixavam os testículos com uma temperatura um pouco acima do normal do nosso corpo por cerca de 15 horas por cerca de 4 meses. O resultado foi que esse aumento de calor levou a uma menor contagem de espermatozoides, além de crescer o número de espermas que carregavam um número anormal de cromossomos.

Acredita-se que temperaturas mais altas estejam associadas ao estresse oxidativo e, por sua vez, isso pode causar danos ao DNA dentro do esperma. O estudo também mostrou que o estresse térmico pode causar menor contagem de espermatozoides, movimento e concentração de espermas reduzidos e morfologia alterada. Todos os cinco voluntários, depois de seis meses do referente estudo, levando suas vidas normalmente, voltaram a apresentar uma contagem normal de espermatozoides saudáveis.

Banheira e sauna

Três estudos foram além, analisando o impacto no uso de banheiras de hidromassagem, jacuzzis e banhos quentes em relação à fertilidade. Em um deles, realizado pelo departamento de Urologia da Universidade da Califórnia, um pequeno grupo de homens inférteis tomaram banhos quentes e relaxantes nas três opções de estudo por pelo menos 30 minutos por semana, depois foram instruídos a parar de se expor a essas fontes de calor. Quase 50% dos participantes apresentaram um aumento de 491% na contagem de espermatozoides.

O segundo, feito pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Huazhong, Wuhan, China, fez os voluntários mergulharem em uma banheira aquecida a 43°C em 10 sessões por 30 minutos. Esses banhos levaram a um dano no DNA e até mesmo causou a morte de muitos espermas.

Por último, um estudo feito pelo Laboratório de Andrologia do Hospital Estadual de Eskisehir, na Turquia, examinou 1.311 participantes e descobriu que ir à sauna (junto com usar roupas íntimas apertadas) estava relacionado à menor concentração de sêmen e reduz a motilidade e a morfologia.

Ou seja, tomar banhos quentes e prolongados, bem como usar jacuzzi, banheiras e saunas com frequência pode não ser uma boa escolha para a saúde sexual. Precisa haver intervalos de dias, e dependendo da regularidade, de meses.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos