Banqueiro André Esteves diz que Doria teve ato heroico ao deixar setor privado para seguir vida pública

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 04.05.2015 - O banqueiro André Esteves durante a comemoração de 15 anos do jornal Valor Econômico, em São Paulo. (Foto: Raquel Cunha/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 04.05.2015 - O banqueiro André Esteves durante a comemoração de 15 anos do jornal Valor Econômico, em São Paulo. (Foto: Raquel Cunha/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Na visita que fez ao BTG na noite desta quinta-feira (18) para buscar apoio de investidores a sua candidatura, João Doria (PSDB) ouviu do banqueiro André Esteves que foi um ato heroico ter deixado a iniciativa privada para seguir a vida pública em 2016, quando o hoje governador disputou a prefeitura da capital.

O banqueiro seguiu com elogios à gestão da economia feita por Doria após o início da pandemia e valorizou a vacinação.

Acompanhado do ex-presidente da Câmara e agora secretário de projetos do estado, Rodrigo Maia (sem partido), Doria foi questionado sobre a viabilidade de uma candidatura alternativa a Lula (PT) e Jair Bolsonaro (sem partido).

Maia defendeu que a construção da terceira via política passa por São Paulo, pela concentração populacional e por ser o maior colégio eleitoral do país.

Para uma plateia de cerca de 50 pessoas, além do staff do banco, também falaram os secretários Henrique Meirelles (PSD) e Patrícia Ellen e o vice Rodrigo Garcia (PSDB).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos