Bárbara Paz usa kit de oxigênio com árvore no tapete vermelho de Veneza

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Bárbara Paz não saiu do Brasil para fazer pouco durante o Festival Internacional de Cinema de Veneza, na Itália. E artista e diretore atraiu os olhares no tapete vermelho da sessão de abertura que aconteceu nesta quarta-feira (1º)

Com um smoking Gucci, um chapelão preto e sua make assinatura com olho marcado e boca nude, elu cruzou o disputado tapete vermelho com um protesto impactante e potente frente à crise climática que vivemos na atualidade. Bárbara usava uma mochila transparente com uma planta que era ligada à uma máscara que remetia as usadas em kits de respiração com cilindros.

Leia também:

Além de desfilar o look chiquérrimo, Paz está com um filme aprovado no Festival. “Ato” será exibido nos dias 10 e 11 e concorre na mostra Orizzonti, que é a competição de curta-metragem. O filme estrelado por Alessandra Maestrini e Eduardo Moreira conta a história de um casal que passa por um momentos distintos. Ele em processo de travessia e ela uma profissional do afeto.

"Em um mundo onde a solidão foi a maior protagonista, com palcos vazios e o medo constante da morte, o afeto é o Ato, a fuga, o desejo fundamental da sobrevivência", diz Bárbara, em comunicado divulgado por sua assessoria à época da indicação.

Em 2019 e diretore ganhou o Leão de Ouro, prêmio do festival, na categoria Melhor Documentário “Babenco - Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos