Barcelona anuncia oficialmente o retorno de Daniel Alves após cinco anos: 'Good Crazy'

·2 min de leitura

Daniel Alves está de volta ao Barcelona. Considerado o maior lateral-direito da história do clube e mirando a Copa do Mundo de 2022, o atleta assinou com os catalães e contou com a aprovação do técnico Xavi. A volta ao Camp Nou, onde jogou de 2008 a 2016 e conquistou 23 títulos, foi comemorada pelos torcedores nas redes sociais.

"Barcelona e Daniel Alves chegaram a um arcordo até o fim da atual temporada. O brasileiro chega para treinar com o clube na próxima semana, mas não estará apto a atuar até janeiro", diz comunicado oficial do clube, que promete mais detalhes em sua apresentação. A limitação tem a ver com regras de registros relativas à La Liga, uma vez que o lateral atuou pelo São Paulo em algumas partidas em setembro.

Antes de fazer o anúncio oficial, o clube divulgou um "teaser" sobre a chegada. O apelido do lateral, "Good Crazy" foi tuitado, poucos minutos antes de uma montagem que reúne a imagem de Dani em sua primeira passagem com outra do lateral vestindo o atual uniforme do clube. "De volta à casa!", escreveu o Barça.

Desde que rescindiu com o São Paulo, em setembro, Daniel estava sem contrato; neste meio tempo, chegou perto de fechar com o Fluminense. Na reunião desta semana, o Barcelona conversou com o estafe do atleta para acertar sobre a duração do contrato e valores de salário e luva.

O retorno já vinha sendo ventilado desde que Ronald Koeman comandava a equipe blaugrana, mas esquentou na última segunda-feira, quando o clube oficializou a contratação de um novo técnico: Xavi, um dos principais jogadores da história do Barça. Ele aprovou a contratação do ex-companheiro e foi figura decisiva na negociação.

Xavi e Dani foram companheiros de clube na era de ouro do Barcelona na primeira metade da década passada. Juntos, conquistaram três vezes a Champions League.

No mês passado, ao abordar o assunto em uma entrevista ao jornal espanhol “Sport”, o lateral não escondeu o desejo em relação à possibilidade de retorna ao Barcelona.

— Saí dizendo que quando o Barça precisasse e me quisesse de volta, estaria à disposição onde estivesse. É muito grande o carinho, o amor e o respeito que tenho por esta casa. Se o Barça pensa que precisa de mim, basta me chamar — disse o jogador, que também deixou elogios ao presidente Joan Laporta, que o levou para o time.

— Me alegro muito de que ele esteja à frente outra vez. Deixaram um problema para ele, mas acredito que se há alguém capacitado para solucionar, é Joan.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos