Barcelona não poderá inscrever Lewandowski e outros reforços na La Liga, diz jornal

A apresentação de Lewandowski no gramado do Camp Nou reuniu milhares de fãs do Barcelona nesta manhã de quarta. Apesar do clima de festa, a equipe vive um dilema em relação às contratações e renovações multimilionárias desta janela de transferências. Segundo informações do jornal espanhol Sport, a folha salarial máxima previsa pela La Liga foi ultrapassada. Assim, o Barça não poderá inscrever os novos jogadores, além dos antigos que foram renovados, na competição, que começa no próximo dia 13.

Além de Lewa, outras quatro contratações também contribuem para as despesas milionárias do clube: Koundé, Kessie, Christensen e o brasileiro Raphinha chegaram à equipe catalã nessa temporada. Há ainda dois jogadores que tiveram seus contratos renovados e também se somam à lista de custos da equipe, o lateral Sergi Roberto e o atacante Dembelé.

O presidente do Barcelona, Juan Laporta, anunciou na apresentação de Lewandowski que o Barcelona já enviou toda a documentação necessária para regularizar a situação.

— Fizemos o trabalho bem e acreditamos que cumprimos todos os requisitos. A documentação foi enviada e esperamos a resposta de La Liga. Pode haver alguma disparidade, mas entendemos que não haverá problemas porque cumprimos tudo e os jogadores poderão ser inscritos — declarou Laporta, que revelou ainda que o clube está preparado para vender mais 24% dos Studios Barça para equilibrar as contas.

Apesar disso, o Sport afirma que o clube foi comunicado pela La Liga que não possui os requisitos necessários para tal. A equipe precisa realizar algumas vendas de jogadores, preferencialmente Frenkie De Jong e Memphis Depay, para diminuir a folha salarial. Na Premier League, Chelsea e Manchester United visam o meia holandês, e há expectativa de que os Blues também façam proposta por Depay.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos