Barcelona tenta ‘missão impossível’ para se desfazer de Philippe Coutinho, diz jornal

·2 minuto de leitura

Maior contratação da história do Barcelona e tendo chegado com a difícil tarefa de substituir Neymar, que tinha sido vendido ao PSG, Philippe Coutinho vê o clube catalão fazer um grande esforço para vendê-lo, segundo o jornal espanhol “AS”.

Adquirido em 2018, por 120 milhões de euros, e mais 40 milhões em variáveis, o meia não voltou a apresentar o futebol dos tempos do Liverpool e chegou a ser emprestado, ao Bayern de Munique, na última temporada europeia. Mesmo com o valor de mercado do atleta tendo despencado desde a chegada à Espanha, não será fácil para os catalães conseguir um comprador.

Além disso, o Barcelona corre contra o tempo e, segundo a publicação, não pretende utilizar o jogador durante a temporada. Isto porque Coutinho está a apenas dez jogos pelo clube de bater uma das metas estabelecidas no contrato de aquisição, o que obrigaria os espanhóis a pagarem mais um percentual ao Liverpool — algo próximo de 20 milhões de euros.

Para se ter uma ideia, caso uma proposta com este valor seja feita ao clube, é possível que haja possibilidade de se concretizar o negócio. No entanto, é pouco provável que isso ocorra, uma vez que os clubes devem fazer pouco investimento por conta da redução da arrecadação durante a pandemia de covid.

A ideia do Barcelona é tentar aliviar a alta folha salarial da equipe, que ficou ainda maior com a chegada dos quatro reforços já anunciados para esta temporada: Kun Aguero, Memphis Depay, Eric Garcia e Emerson Royal, este último voltando de empréstimo.

Ainda segundo o portal, há outros jogadores na mesma situação pelo clube, que, assim como o brasileiro “cobram muito e contribuem pouco”, o que tornou uma “missão quase impossível” para a equipes desfazer destes atletas. O contrato do Coutinho com os espanhóis vai até junho de 2023.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos