Barcelona vence Real Madrid na final da Supercopa da Espanha, expõe mau momento do rival e enche torcida do Fla de esperança

Foi um passeio. O Barcelona não tomou conhecimento do Real Madrid e venceu por 3 a 1 na final da Supercopa da Espanha, em Riad, na Arábia Saudita. Um triunfo especial para os catalães não apenas por ter sido em cima do maior rival, mas também por ser a primeira taça levantada após a Era Messi. O último título do Barça era a Copa do Rei da temporada 2020/21.

O grande nome da final é, sem dúvidas, Gavi. O jovem do Barcelona marcou o primeiro gol e ainda deu assistência para os outros dois, marcados por Lewandowski e por Pedri. Já nos acréscimos, Benzema fez o de honra para o Real.

O placar não mostra o que foi a partida. A superioridade dos catalães foi tão grande que eles poderiam ter saído de campo com uma goleada. O jogo carrega muitas similaridades com a vitória por 4 a 0 do ano passado, em pleno Santiago Bernabéu, pelo Campeonato Espanhol 2021/22. Assim como naquela ocasião, o técnico Xavi Hernández foi muito feliz em saber explorar os erros do rival. E eles foram muitos.

A derrota liga o sinal amarelo para a equipe de Carlo Ancelotti. Na volta da pausa para a Copa, o time vem apresentando uma queda de rendimento. Já são três partidas sem vencer. O último triunfo foi em 30 de dezembro. Um momento que enche de esperança a torcida do Flamengo de esperança, já que os dois clubes disputarão o Mundial de clubes, em fevereiro, no Marrocos.