Bares e restaurantes lançam o Open Delivery; entenda o que é

·2 minuto de leitura
Flat lay view of couple sharing delicious takeaway fast food meal - with burger, wrap sandwich, fish cake, fish sticks, potato wedges and vegetable salad.
Setor de bares e restaurantes deve ter mais agilidade nos pedidos com o Open Delivery
  • O iFood, líder do setor, aceitou convite da Abrasel para participar do conselho de governança

  • Mercado Pago e Ambev não informaram se irão entrar

  • Para o consumidor, na prática, nada muda

Além do setor bancário, que promete uma verdadeira revolução com o Open Banking, ou Open Finance, como o termo começa a ser utilizada por alguns analistas, o setor de bares e restaurantes também vai entrar nesse conceito de plataforma aberta e integração de dados.

O Open Delivery foi lançado hoje e é comandado pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, a Abrasel. O projeto, que custou R$ 3,3 milhões, terá o apoio de empresas como Via e Alelo.

Leia também:

A ideia do Open Delivery é ter um único lugar para cadastrar estabelecimentos e cardápios em aplicativos e troca de informações sobre pedidos. Para o cliente, na prática, não haverá mudança na hora de pedir comida.

O iFood, líder do setor, aceitou convite da Abrasel para participar do conselho de governança do Open Delivery, mas não confirmou se irá aderir ao projeto.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, Mercado Pago e Ambev disseram que a ideia é “positiva”, mas não informaram se irão incorporar o Open Delivery em seus serviços.

Para um estabelecimento aderir ao Open Delivery ele precisa ter um software que adote os novos padrões da Abrasel

A intenção é que a vida de restaurantes e bares fique mais fácil com a padronização de informações. Desse jeito, desenvolvedores de softwares podem gerenciar em uma única tela pedidas feitos em vários apps, em vez de olhar várias obras, como acontece hoje.

Para empresas com o próprio sistema de entrega, o Open Delivery deixa a conexão com restaurantes mais rápida. As companhias de tecnologia, por exemplo, que já atendem ao setor podem ser uma porta de entrada para restaurantes atuarem em diversos aplicativos de uma vez.

Mercado se movimentou antes do Open Delivery

Neste mês começa a funcionar Quiq, empresa que tem como sócios, entre outros, Domino’s, Giraffa’s, Rei do Mate, Pizza Hut, KFC e Bob’s. A plataforma deve aderir ao Open Delivery rapidamente, segundo contou um diretor da companhia à Folha.

Quem também deve entrar no Open Delivery é o Delivery Center, startup que tem as redes brMalls e Multiplan como sócias e também ajudou a desenvolver o OD. O Delivery Center passou a oferecer neste mês consolidação de pedidos e conexão com aplicativos para pequenos restaurantes.

O mercado imagina quem com a validação desse protocolos e padrões, o setor passe a ter outros concorrentes, como grandes companhias de varejo e mesmo startups.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos