Barra Torres diz que números não mostram fim da pandemia: Criminoso difundir mentiras

·2 min de leitura
Barra Torres diz que números não mostram fim da pandemia: Criminoso difundir mentiras
Barra Torres diz que números não mostram fim da pandemia: Criminoso difundir mentiras (Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
  • Barra Torres diz que números não mostram fim da pandemia: Criminoso difundir mentiras

  • Declaração aconteceu na segunda reunião extraordinária pública da Anvisa

  • Agência avalia hoje pedido para o uso da Coronavac em crianças e adolescentes

O presidente da Agência Nacional de Vigilância de Saúde (Anvisa), Antonio Barra Torres, afirmou nesta quinta-feira (20) que é “criminoso” quem espalha fake news de que a pandemia da covid-19 está chegando ao fim.

A declaração de Barra Torres aconteceu no início da segunda reunião extraordinária pública da diretoria colegiada da agência reguladora que avalia o pedido do Instituto Butantan para o uso da Coronavac em crianças e adolescentes de 3 a 17 anos de idade.

“É Impressionante ver que em meio ao cenário que aponta claramente para os efeitos do avanço da variante ômicron ainda há pessoas que dizem que a pandemia está acabando, ainda há pessoas que dizem que a chegada da variante sinaliza tempo melhor, fim da pandemia”, disse o presidente da Anvisa.

“Já a olhos vistos os números não mostram isso. É criminoso buscar difundir mentiras através das novidades mentirosas”, acrescentou.

Durante sua fala inicial, o presidente da agência falou sobre os recordes de novos casos do coronavírus no país e no mundo. Ele citou também o aumento de 61% nas internações de crianças e adolescentes por covid-19 no estado de São Paulo.

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro (PL) sugeriu que a variante ômicron, de alto potencial infeccioso, é “bem-vinda” no Brasil. Apesar do aumento no número de casos de covid-19 no país, o presidente minimizou os efeitos da variante.

“A ômicron, que já espalhou pelo mundo todo, como as próprias pessoas que entendem de verdade dizem: que ela tem uma capacidade de difundir muito grande, mas de letalidade muito pequena”, afirmou em entrevista ao site Gazeta Brasil.

Sem provas, Bolsonaro falou em “vírus vacinal”. “Dizem até que seria um vírus vacinal. Deveriam até... Segundo algumas pessoas estudiosas e sérias, e não vinculadas a farmacêuticas, dizem que a ômicron é bem-vinda e pode sim sinalizar o fim da pandemia.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos