Barroso não se declarou contra reeleição de Bolsonaro: ‘Vivemos a naturalização da mentira’

·1 min de leitura
Barroso não se declarou contra reeleição de Bolsonaro: ‘Vivemos a naturalização da mentira’ (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Barroso não se declarou contra reeleição de Bolsonaro: ‘Vivemos a naturalização da mentira’ (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

O STF (Supremo Tribunal Federal) divulgou nesta terça-feira (5) uma nota informando que é falsa a declaração atribuída ao ministro Luís Roberto Barroso sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Circula nas redes sociais uma publicação de que Barroso teria dito em uma live a juízes franceses que “Bolsonaro será reeleito se passarem por cima do meu cadáver”.

Porém, de acordo com o gabinete do ministro do Supremo, esse suposto encontro virtual nunca aconteceu e ele jamais falou aquilo.

"O Brasil vive a naturalização da mentira. Há uma nova atividade no país: a de traficante de notícias falsas. Vivemos uma decadência ética profunda", afirmou Barroso.

A nota do STF diz que a notícia falsa foi publicada em um blog desconhecido e reproduzida por meio do WhatsApp e em diversas postagens no Twitter.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos