Barry Manilow: "Achei decepcionaria meus fãs se soubessem que era gay"

Los Angeles (EUA), 5 abr (EFE).- O cantor Barry Manilow falou pela primeira vez de maneira pública sobre seu homossexualismo e garantiu em entrevista à revista "People", publicada nesta quarta-feira, que escondeu este fato por anos porque achava que poderia chatear os fãs.

"Achei decepcionaria meus fãs se soubessem que era gay (...). Mas quando descobriram que Garry Kief e eu estávamos juntos ficaram muito felizes. A reação foi muito bonita", disse o músico.

Apesar de em 2015 vários jornais terem dito que Manilow e seu empresário tinham se casado em cerimônia íntima, esta é a primeira vez que o cantor, de 73 anos, fala sobre o tema.

"Sou muito reservado, sempre fui", disse o autor de canções como "Copacabana (At the Copa)".

O casal se conheceu em 1978 e, imediatamente, Manilow soube que tinha encontrado o seu amor.

"Fui um desses sortudos. Me sentia muito sozinho antes disso (...). Ele é a pessoa mais inteligente que conheço. E é um ótimo homem também", disse ele sobre o parceiro. EFE