"Basta um soldado e um cabo para fechar o STF', disse filho de Bolsonaro

(Bruno Castilho/Futura Press)

Em um vídeo  gravado em uma palestra para concurseiros no dia 9 de julho em Cascavel (PR), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidenciável Jair Bolsonaro, disse que bastavam um soldado e um cabo para fechar o STF.

“O STF vai ter que pagar pra ver. E se pagar para ver, vai ser ele contra nós […] Será que eles vão ter essa força mesmo? O pessoal até brinca lá: se quiser fechar o STF, sabe o que você faz? Não precisa nem de um jipe, você manda um soldado e um cabo, sem querer desmerecer o soldado e o cabo”, disse Eduardo Bolsonaro no vídeo.

Em São Luís (MA), o candidato do PT, Fernando Haddad, repercutiu o conteúdo do vídeo. Para o petista, Bolsonaro e seus filhos formam uma milícia.

á muito medo de violência por parte de Bolsonaro. Um filho dele chegou a gravar, de um pensamento, se é que se pode chamar de pensamento o que eles falam, é uma coisa tão impressionante que não sei se pensam para falar. Disse que iam prender, fechar o Supremo Tribunal Federal caso batessem de frente com o executivo”, declarou o petista.

Em postagem no Twitter, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também repudiou a fala de Eduardo Bolsonaro.

“As declarações do deputado Eduardo Bolsonaro merecem repúdio dos democratas. Prega a ação direta, ameaça o STF. Não apoio chicanas contra os vencedores, mas estas
cruzaram a linha, cheiram a fascismo. Têm meu repúdio, como quaisquer outras, de qualquer partido, contra leis, a Constituição”, criticou FHC.

Assista à fala de Eduardo Bolsonaro