Dandara Mariana é preterida como rainha de bateria antes de ser coroada; veja bastidores

Dandara Mariana quase foi rainha de bateria da Imperatriz Leopoldinense (Foto: TV Globo/Imprensa Globo)
Dandara Mariana quase foi rainha de bateria da Imperatriz Leopoldinense (Foto: TV Globo/Imprensa Globo)

Resumo da Notícia:

  • Carnaval de 2023 acontece de 17 a 21 de fevereiro

  • Dandara Mariana estava cotada para ser rainha de bateria da escola de Ramos

  • A instituição voltou atrás e escolheu uma passista para o cobiçado posto

Os planos da agenda real de Dandara Mariana no Carnaval de 2023 não duraram mais que uma semana. Já apontada como nova monarca da Imperatriz Leopoldinense, no lugar de Iza, a atriz foi rejeitada pela escola. O Yahoo apurou os bastidores da negociação que desandou.

A parceria entre Dandara e Cátia Drummond, presidente da escola, foi decidida no último dia 27 em um jantar na casa da mandatária, após o desquite entre a escola e Iza. Felizes da vida, ambos deixaram a informação da nova rainha cirucular na imprensa enquanto o contrato e o grande anúncio eram marcados.

Mas pouquíssimos dias após o rega bofe, o caldo que já estava no fogo começou a entornar. Isso porque uma representante da atriz teria entrado na roda de negociações. Em reunião com Cátia, as responsáveis teriam feito uma série de exigências para que Dandara ocupasse o posto, chegando a assustar a agremiação.

Entre as imposições, a que mais teria magoado a instituição fundada há 63 anos foi o pedido para que eles pagassem a fantasia que a atriz usaria no desfile em fevereiro de 2023. Não seria uma afronta se ela fosse confeccionada no barracão da escola, mas fontes ouvias pelo Yahoo revelaram que a representante bateu firme para que eles escolhessem um estilista para assinar a peça e, normalmente, orçamentos desse porte começam em R$ 100 mil.

Não é uma prática do Carnaval carioca que escolas de samba paguem por fantasias de musas ou rainhas de baterias quando feitas fora do barracão, principalmente quando quem vai vestir são pessoas famosas. Iza, que foi a última a ocupar o posto, bancava o traje que usava do seu bolso. O gesto é visto como um carinho, já que com isso a escola tem mais verba para usar em outras áreas.

Os representantes também pediram, como ponto supostamente inegociável, que Dandara tivesse cerca de oito credenciais de pista no dia do desfile. Esse tipo de acesso é o mais restrito de todo o Carnaval do Rio de Janeiro e grandes rainhas, como Viviane Araújo, não pedem mais que duas. Também negociaram um videomaker e um fotógrafo para produzir conteúdo para as redes sociais de ambos nos ensaios que ela fosse.

Com a representante na jogada, a escola começou a ter dificuldades para acessar Dandara, que foi quem sentou com a presidente no jantar inicial. O contato direto com a rainha foi um problema que eles enfrentaram nos últimos anos com Iza, que só era contactada através do seu staff, e eles optaram por não repetir o passado.

Rainha com coroa

Para a surpresa dos sambistas, que já esperavam que a coroação fosse marcada, a escola anunciou outra rainha no lugar da atriz. Maria Mariá assumirá a frente do Swing da Leopoldina, a bateria da escola. “Rainha se faz em casa. Com vocês, Maria Mariá! Cria de Ramos, do CPX e da Imperatriz Leopoldinense”, anunciou a agremiação.

Eles ainda aproveitaram para coroar a nova rainha. “Nesta noite - com muita surpresa e festa - coroamos quem reinará a frente da Swing da Leopoldina. Alô, Swing da Leopoldina, a festa está liberada!”, completaram.

A escolha por uma rainha de bateria da comunidade, e não uma artista que não tem vínculo com a escola, foi elogiada por Quitéria Chagas, expoente do samba. “Que máximo! Rainha Raiz passista, parabéns Imperatriz. Iniciativa assertiva, digna”, destacou.

“A alegria de ser uma mulher preta, favelada, atleta, universitária de uma faculdade federal e do CPX carrega a gana e a vontade de representar tudo que a escola merece”, comemora a nova rainha do Carnaval carioca.

Posicionamentos

Procurada, a Imperatriz Leopoldinense confirmou que a presidente chegou a conversar com Dandara Mariana, mas disse que "a escola nunca a anunciou como rainha". Também contradiz a informação sobre o acordo entre as partes no jantar, a negociação posterior com o empresário da artista e o pedido dela sobre uma possível fantasia.

Já a assessoria da atriz informou que ela precisou declinar do convite, apesar de estar feliz e empolgada, por conta de "Travessia". Dandara interpreta Talita, uma profissional ambiciosa que tem papel de destaque como uma das coadjuvantes da novela. Ela também tem o lançamento de outros projetos no cinema e plataformas de streaming para divulgar até meados do próximo ano.

A assessoria acrescentou que a personagem está crescendo na trama de Gloria Perez e, por isso, a atriz entendeu que não teria o tempo necessário para se dedicar ao posto como a escola merece e ela gostaria.