Batalha de Mossul causou 500.000 deslocados

Foto tirada em 17 de abril de 2017 mostra os escombros em uma rua de Mossul

Quase meio milhão de pessoas abandonou suas casas em Mossul desde o início, há seis meses, da ofensiva das forças iraquianas para expulsar da grande cidade do norte do Iraque o grupo Estado Islâmico (EI), indicou a ONU nesta segunda-feira.

"O volume de civis que fogem de Mossul é assombroso", afirmou Lise Grande, coordenadora humanitária da ONU no Iraque, em um comunicado.

"No total, 493.000 pessoas já abandonara a cidade, deixando quase todos seus bens para trás", acrescentou.

A ONU calcula em outros 500.000 os civis que ainda estão nas zonas controladas pelo EI.

As forças pró-governamentais, apoiadas por uma coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, lançaram em outubro passado uma vasta ofensiva para retomar a segunda cidade do Iraque das mãos do EI, que se apoderou dela em 2014.