BB prevê alta de 20% nos financiamentos ao agronegócio do país em 21/22

·1 minuto de leitura
Sede do Banco do Brasil em Brasília

Por Roberto Samora

SÃO PAULO (Reuters) - O Banco do Brasil, maior financiador da agricultura brasileira, vai destinar 135 bilhões de reais para o agronegócio do país na safra 2021/22, alta de 20% em relação aos valores desembolsados no ciclo atual que está terminado em junho, disse o presidente da instituição bancária, Fausto Ribeiro, durante o lançamento do programa.

Ao lado do presidente Jair Bolsonaro e da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, ele disse que os valores recordes confirmam os compromissos do banco com o setor. Para os produtores pequenos e médios, o banco vai destinar 34 bilhões de reais, afirmou o executivo.

O Plano Safra 2021/22, que inclui os recursos do BB e foi divulgado na semana passada pelo Ministério da Agricultura, prevê oferta de 251,2 bilhões de reais para financiamentos da agricultura na próxima temporada, aumento de 6,3% ante o programa governamental do ciclo anterior, e os juros também subirão na esteira de uma alta na taxa básica Selic.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos