BBB20: Daniel sobre racismo: "Jamais falaria algo com esse intuito"

Daniel do BBB20 argumenta sobre acusação de racismo no BBB20 (Foto: Reprodução/Instagram@daniel_lenhardt)

Por Aline Nobre (@linesnobre)

Daniel do ‘BBB20’ ficou surpreso ao saber que teve uma atitude racista durante uma conversa com Marcela, Giselly, Mari, Flay e Ivy enquanto estava no programa. Na ocasião, os então integrantes do grupo ‘VIP’ (uma das denominações utilizadas no programa para definir quem tem menos ou mais comida) falavam sobre limpeza da cozinha, quando surgiu o nome de Babu na conversa e o gaúcho disse: “A imagem dele só vejo lá (na Xepa) agora, aqui (no VIP) não vejo a imagem dele”. O teor da conversa não foi aprovado pelo público que se revoltou e subiu a #BabuNãoÉEscravo no Twitter.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

E nos siga no Google News: Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Em conversa com o Yahoo!, Daniel afirmou ter sido mal interpretado. “Jamais falaria algo com esse intuito. Não falei esteticamente, jamais falaria. Falei em relação a intimidade com o grupo que estava no VIP e pelo fato de já ter tido alguns atritos com ele na cozinha. Não passou pela minha cabeça que poderiam interpretar dessa forma, mas desde já peço perdão de coração a todos que se ofenderam.”

Leia também

O gaúcho comentou também sobre a conversa que Marcela teve com Babu no último domingo (05), após a formação do 12º paredão - a médica é uma das indicadas. A ginecologista pontuou que ficou chateada com os atritos dele com o affair. O ator explicou que o gaúcho entrou no programa focado na sister, e que tentou cuidar do jovem pontuando seus erros dentro da casa que prejudicavam o coletivo.

“O Babu tem todo o direito de ter a opinião dele sobre mim. Cada um tem a sua. O bom é que depois ele vai poder ter a chance de ver que muita coisa que ele acha sobre mim não condiz. Existisse ou não casa de vidro, tenho certeza que de algum jeito eu e a Marcela iríamos acabar nos relacionando, não é questão de ser forte ou não, é questão de sentimentos de uma pessoa com a outra”, garantiu Daniel. 

O ex-brother, que tem Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDHA), disse ainda não querer usar a doença para justificar atitudes dentro do programa. “Não quero culpar o TDHA por alguns erros meus. Fui uma pessoa que teve sim alguns momentos de maior desatenção, mas também sou uma pessoa com responsabilidades. As perdas das estalecas (dinheiro usado dentro do reality), desatenção e etc... não se resumem a quem sou, foram momentos meus lá dentro. A pessoa que sou é muito mais que isso.” 

O ator não descarta também poder alertar e ajudar pessoas que assim como ele sofrem com a doença. Não tenho ainda propriedade pra falar muito sobre esse assunto, mas já que isso pode ser uma grande porta pra ajudar pessoas que tem o TDHA, por que não?”