'BBB 22': letra de '50 por cento', música que provocou discórdia entre o irmão de Marília Mendonça e Naiara Azevedo, fala de traição

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
naiara1.png
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A casa da briga entre o irmão de Marília Mendonça e Naiara Azevedo, participante do "Big Brother Brasil 22", tem um nome: "50%". Assim foi batizada a parceria feita pelas duas em 2020, dentro do projeto "Juntas", DVD feito durante a pandemia só dobradinhas de Naiara com mulheres, entre elas Marília Mendonça, Paula Fernandes e Solange. Por conta dos protocolos, cada cantora ficava em seu quadrados, encontros foram raros, sempre com poucos músicos câmeras, e em estúdios pequenos. Neste domingo, após a polêmica e a repercussão negativa em torno do assunto, a equipe de Naiara Azevedo fez um comunicado anunciando que a música não será lançada.

Com Marília, houve o encontro. As duas se reuniram e, como contou Naiara em uma edição do programa de Fátima Bernardes, na ocasião da gravação do DVD com 12 faixas. "Teve muito carinho envolvido nisso. Tive poucas oportunidades de encontrar Marília durante a pandemia. Esse dia foi tão especial, com a gente cantando, interagindo, compartilhando experiências", disse Naiara.

A faixa feitas pelas duas, previsa para sair em 2021, não chegou a ser lançada. E aí é que está o problema. Ainda durante o confinamento para entrar no "BBB 22", Naiara disse que ela sairia agora, quando estivesse participando do reality show. Foi o suficiente para gerar a ira de João Gustavo, irmão de Marília. Ele, que também é cantor sertanejo, tem uma dupla com Dom Vittor, considerou esse anúncio, depois da trágica morte de sua irmã em um acidente áereo, um oportunimso de Naiara. E foi para as redes sociais criticar a sertaneja.

Ironicamente, a letra de "50%" fala de uma traição. Até aí nada demais, já que praticamente todas as letras do univeso da sofrência falam do tema. A questão é que ela muda um pouco a perspectiva da história e mostra que numa traiçao, a culpa geralmente é das duas partes, daí o título. "A letra passa uma mensagem bem bacana, de que os dois têm culpa", disse Naiara no programa de Fátima.

Um trecho da letra diz: "Errei, eu errei feio, mas errei sozinha/ Você não é santo, eu não sou coitadinha/ Essa conta a gente vai rachar no meio/ Você vacilou, eu só continuei".

O refrão é mais explícito: "Eu olhei para alguém na rua/ Se outra mão me deixou toda tua/ 50% a culpa é minha, 50% a culpa é sua/ Por que um mal amado quando vê uma cerca pula".

Segundo a família de Marília, ela não aprovou a versão gravada e não queria ter seu nome associado ao de Naiara, que participou de um almoço em desagravo ao presidente Jair Bolsonaro antes de a música ser lançada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos