'BBB 23': o que já se sabe sobre a próxima edição do reality

O "BBB 22" mal acabou nesta terça-feira (26), com Arthur Aguiar campeão, e os fãs do programa já estão de olho na próxima edição. Ainda há poucas informações sobre o "BBB 23", mas é possível traçar algumas expectativas sobre a temporada do ano que vem a partir do histórico do programa. Confira alguns detalhes:

Inscrições

As inscrições para o próximo "Big Brother Brasil" foram abertas com o "BBB 22" ainda no ar, cerca de uma semana antes da grande final. Depois de poucos dias, entretanto, as inscrições foram suspensas. A TV Globo ainda não divulgou uma previsão para voltar a receber as fichas. Enquanto isso, sabemos que os candidatos são filtrados por região do país. Depois de escolher a sua, é preciso preencher um formulário com 90 perguntas sobre sua vida pessoal.

Além das informações por escrito, os aspirantes ao programa devem anexar vídeos e fotos. Vale a sinceridade: Boninho, diretor do reality, já disse que o programa busca pessoas "de verdade", portanto dispense filtros e efeitos que escondam seu verdadeiro perfil.

Prêmio

O "Big Brother Brasil" já mudou sua premiação duas vezes em 22 anos de história. Nos primeiros quatro anos, o vencedor levava R$ 500 mil. Da quinta à décima edição, se pagou R$ 1 milhão para o campeão. De lá para cá, há doze anos, portanto, o prêmio máximo do programa é de R$ 1,5 milhão.

Não há confirmação sobre a manutenção do prêmio para o "BBB 23". Na terça-feira (26), em participação no Rio2C, evento dedicado a inovação e criatividade que acontece no Rio de Janeiro até domingo (1º), Boninho disse que o prêmio para a próxima edição pode mudar. "O programa evolui com o mundo", disse o Big Boss, sem dar mais detalhes.

Quando começa

Com exceção do segunda edição do "BBB", que começou em maio de 2001, todas as outras temporadas do programa começaram em janeiro, sendo a maioria delas na segunda quinzena do mês. A tendência é que o calendário para o ano que vem se repita, com o reality encerrando em abril.

Participantes

A receita de misturar famosos e anônimos na "casa mais vigiada do Brasil" parece ter dado certo e também deve continuar. A divisão entre os grupos Pipoca e Camarote foi implementada a partir do "BBB 20", vencido pela médica Thelma Assis, até então desconhecida do público. No Rio2C, Boninho disse que o esquema Pipoca x Camarote foi inspirado no carnaval baiano, onde a pista é chamada de "pipoca".

Tadeu segue?

Substituto de Tiago Leifert, que ficou no comando do "BBB" por cinco anos, Tadeu Schmidt foi um dos destaques da última temporada do reality. Recém saído do "Fantástico", o apresentador mostrou desenvoltura no novo desafio, recebendo elogios nas redes sociais e cativando os participantes da casa. Por isso, a tendência é que Schmidt continue à frente do programa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos