'BBB21': Tiago Leifert é censurado pelo Instagram ao mostrar selinho de Gil e Fiuk

Extra
·2 minuto de leitura

O apresentador do "Big Brother Brasil 21", Tiago Leifert, publicou uma foto em seu Instagram do selinho entre Gil e Fiuk ao celebrar o retorno de mais um paredão. Porém, ele acabou tendo o post censurado pela rede social. Na tarde desta segunda-feira, a empresa liberou e voltou a censurar a fotografia, e Leifert reclamou.

"O Instagram não gosta de selinho entre dois homens e dois caras pulando na piscina pelados, sendo que eles estão se tampando. Mas a TV aberta vai mostrar hoje à noite", afirmou.

Os amigos deram um selinho antes de ficarem pelados e pularem na piscina do "BBB21" após sobreviveram ao paredão contra Viih Tube. A brincadeira causou um alvoroço dentro e fora da casa.

"Não adianta. Ou vocês estão com uma falha humana muito grave ou o algoritmo de vocês está completamente quebrado. Precisam resolver uma coisa ou outra. Mas vocês estão errados, estão com um problema grave no Instagram", disse Leifert.

O Instagram disse que cometeu um erro e pediu desculpas. O apresentador ainda ironizou o discurso da vereadora Gloria Carrate, do Amazonas, que afirmou no plenário que a cena era uma vergonha para a família brasileira. "Atenção, imagem exclusiva do algoritmo do Instagram falando".

"Em primeiro lugar, gostaria de deixar meu repúdio sobre o ocorrido ontem na TV Globo. Eu sei que ela está se lixando para o Amazonas e para a Câmara Municipal de Manaus, mas não poderia deixar registrado aqui. Eu não assisto ao 'Big Brother', mas nas redes sociais de hoje aparece os dois artistas, que se dizem artistas da Globo, pelados, dando bitoquinha, se beijando, e é uma falta de respeito com a sociedade, com as famílias do nosso Brasil”, criticou Carrate.

Após ser muito criticada na internet, a vereadora soltou uma nota nas redes sociais, dizendo que não possui discriminação e já até foi madrinha da marcha LGBT de Manaus.

"O repúdio feito pela parlamentar foi referente aos dois participantes terem ficado nus, e, de conseguinte, beijarem-se. O beijo entre duas pessoas nuas, num programa de tal magnitude, não se pode permitir. Seja entre homem e mulher, dois homens ou entre duas mulheres. A vereadora não fez juízo de valor quanto à inclinação sexual dos participantes. Até porque, ainda que ambos sejam homossexuais ou não, Glória não possui discriminação. Inclusive, no passado, já até foi madrinha da marcha LGBT, em Manaus", disse a nota publicada em seu Instagram.