‘BBB23’: imagens do banheiro imundo do programa viralizam; com que frequência deve-se limpar o cômodo?

Faz cinco dias que o Big Brother Brasil estreou e entre as muitas coisas que os participantes do BBB 23 devem pensar e realizar, como as provas de resistência, paredões, comida e lazer, a limpeza da casa não parece estar entre as principais preocupações. Uma foto de dentro do banheiro da casa "mais vigiada do país" viralizou na internet pela quantidade de sujeira acumulada no lugar.

Covid-19: nova variante é identificada no Reino Unido com potencial de se tornar dominante

Calistenia: conheça os riscos da prática que causou a morte do instrutor Bruno Roque Pereira

“Se minha mãe fosse pro BBB ia colocar o povo na faxina, puxando a orelha do povo pra fazer serviço, pelo amor q banheiro sujo”, escreveu uma internauta pela rede social. Enquanto outra pontuou que o primeiro motivo que a faria desistir de ir para o reality era a “imundice do banheiro”.

Realmente, limpar o banheiro é uma tarefa que poucas pessoas gostam, mas é um hábito necessário e importante para a saúde das pessoas, visto que, é depositado dejetos e fluidos orgânicos, além de realizar a higiene pessoal e íntima de cada um.

A área do banheiro exige mais cuidados com a limpeza do que muitos outros locais da casa de forma geral. Segundo um estudo realizado pelo Centro de Higiene e Saúde em Casa e Comunidade, do Simmons College, localizado em Boston, EUA, em uma banheira há mais bactérias que causam infecções na pele do que em uma lata de lixo — Foram encontrados 25% de bactérias como essas no espaço do banho, em comparação a 5% identificado na lata de dejetos.

Covid em 2023: há mais de um mês em estoque, nova vacina ainda não tem previsão de uso

Segundo os pesquisadores, o ideal é que o banheiro seja higienizado por completo, ou seja, limpo com água, sabão e demais produtos de limpeza, uma vez por semana. Entretanto, em uma casa com 22 pessoas, dividindo o mesmo banheiro, é consenso que o número de dias deve diminuir.

Além do box, é importante que toda a área do banheiro seja afetada, incluindo pisos e azulejos. Além disso, algumas partes do banheiro precisam ser limpas separadamente e com frequências diferentes.

O vaso sanitário, por exemplo, acumula uma grande quantidade de bactérias, e deve ser higienizado com cloro ou outro produto de preferência de duas a três vezes por semana. A pia também deve ser limpa ao menos duas vezes durante a semana, já que está em contato com os fluidos da boca que também tem muitas bactérias.

CAR-T: primeiro tratamento individualizado contra o câncer ganhará espaço no SUS

A parte externa também deve ser limpa com cerca frequência. Os armários, por exemplo, desse ser higienizado toda semana, enquanto a região interior recomenda-se higienizar a cada 15 dias. O tapete, apesar de não ficar evidente, também acumula sujeiras que possam entrar no corpo pelos pés e devem ser lavados semanalmente.