BC chegou a avaliar corte maior nos juros, mostra ata do Copom

Sede do Banco Central em Brasília. 15/1/2014 REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - Os membros do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central chegaram a discutir que a conjuntura econômica já permitiria corte maior na Selic do que o adotado na semana passada, mas acabaram optando por uma redução mais modesta em função do cenário de incertezas e riscos, segundo ata do Copom divulgada nesta terça-feira.

"Os membros do Copom também argumentaram que, dado o caráter prospectivo da condução da política monetária, a continuidade das incertezas e dos fatores de risco que ainda pairam sobre a economia tornaria mais adequada a manutenção do ritmo imprimido nessa reunião", informou o BC no documento.

Na quarta-feira passada, o BC cortou a Selic em 1 ponto percentual, a 11,25 por cento ao ano, acelerando o passo em linha com o esperado pelo mercado em meio ao cenário de desinflação e fraqueza da economia. Até então, havia feito dois cortes de 0,25 ponto cada e outros dois de 0,75 ponto.

(Por Marcela Ayres)