BC diz que Real digital não será como Bitcoin

·1 minuto de leitura
Real digital pode chegar em dois anos. (Foto: Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Real digital pode chegar em dois anos. (Foto: Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • Presidente do BC, Roberto Campos Neto, falou sobre real digital.

  • Ele diz que moeda digital pode chegar em até três anos.

  • Campos Neto frisou que real digital seria diferente de critpomoedas.

O presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, deu detalhes sobre os planos da autarquia de emitir uma versão digital do Real, a moeda brasileira, durante uma reunião com o Conselho Diretor da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban).

Leia também:

Segundo ele, uma versão pode ser lançada já dentro de dois ou três anos. As informações são de reportagem da rede de notícias CNN.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Segundo Campos Neto, a versão digital teria lastro no próprio real – e nesse sentido, funcionaria mais como um complemento a ser utilizado ao dinheiro convencional.

Campos Neto fez questão de frisar que por isso, o real digital seria diferente das criptomoedas, que não têm lastro em moedas emitidas por governos, e seu valor vem da própria adoção da rede – que vem crescendo rapidamente nos últimos anos.

Criptomoedas

As criptomoedas são uma classe de ativos digitais, baseados na blockchain – uma espécie de “livro de registros” digital. Na blockchain, é possível registrar de forma transparente a entrada de novos bitcoins no mercado (após serem “minerados”) e também transações entre diferentes carteiras.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos