Bebê é um dos primeiros migrantes a cruzar o Canal da Mancha em 2022

·2 min de leitura
Bebê nos braços de um homem após ser resgatado no Canal da Mancha, em Dover, Inglaterra, em 4 de janeiro de 2022 (AFP/Ben Stansall)

Uma das primeiras imagens dos migrantes que cruzam o Canal da Mancha até o Reino Unido em 2022 foi de um bebê nos braços de um homem que descia de um barco de resgate, após um ano em que essas travessias triplicaram.

O homem e o bebê, fotografados nesta terça-feira (4) por um repórter da AFP no movimentado porto de Dover, no sudeste da Inglaterra, foram atendidos pelos serviços de imigração.

Em 2021, pelo menos 28.395 migrantes chegaram à costa inglesa em embarcações precárias, mais do que o triplo dos quase 8.400 do ano anterior, de acordo com a agência de notícias britânica PA, que se baseou em números do Ministério do Interior.

O fenômeno não para de crescer desde que em 2018 foram fechados os acessos ao porto francês de Calais (de onde parte a maior parte dos barcos para a Inglaterra) e ao túnel sob o Canal da Mancha que os migrantes costumavam cruzar escondidos nos numerosos caminhões que passam por lá diariamente.

Só em novembro de 2021, quase 6.900 pessoas chegaram às costas inglesas em barcos precários, incluindo um recorde de 1.185 em um único dia, informou a PA citando dados do Ministério do Interior britânico.

Essas crescentes chegadas clandestinas se transformaram em um pesadelo político para o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, que havia prometido maior controle sobre a imigração após o Brexit.

As travessias também são uma fonte comum de tensão entre os governos britânico e francês: o primeiro considera insuficientes os esforços feitos pelo segundo para evitar que os barcos saiam de suas costas, apesar da ajuda econômica de Londres para o reforço da vigilância.

O contexto ficou ainda mais tenso após o naufrágio de uma embarcação em novembro no Canal da Mancha no qual morreram 27 migrantes, o mais letal nesta movimentada via marítima.

pho-cdu/gmo/sag/js/ic/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos