Bebê atropelado por motorista bêbado morre a uma semana de completar 1 ano

·3 minuto de leitura
Bebê que morreu ao ser atingido por motorista bêbado em Campo Limpo Paulista (SP)
Bebê que morreu ao ser atingido por motorista bêbado em Campo Limpo Paulista (SP)
  • Um bebê foi atingido por um motorista bêbado em um ponto de ônibus, em Campo Limpo Paulista (SP)

  • Lorenzo Daniel morreu a uma semana de completar 1 ano de vida

  • Outra vítima, um menino de 8 anos, também não resistiu aos ferimentos

Um bebê morreu após ter sido atingido por um motorista bêbado em um ponto de ônibus, em Campo Limpo Paulista (interior de São Paulo), uma semana antes de completar um ano de vida.

O veículo atingiu oito pessoas, entre elas cinco crianças, na última quinta-feira (9). Lorenzo Daniel Rocha Bezerra estava dormindo no colo da mãe no momento do acidente. O bebê e um menino de oito anos foram socorridos, mas não resistiram aos ferimentos.

Leia também

Lorenzo foi enterrado no Cemitério Bosque da Saudade, em Campo Limpo Paulista, na sexta. Já o corpo do menino de oito anos, Brayan Henrique Santos Andrade, foi sepultado no Cemitério Memorial Parque da Paz, em Jundiaí (SP).

A mãe do bebê tinha o costume de levá-lo para acompanhar o irmão enquanto esperava pelo ônibus escolar. A Prefeitura de Campo Limpo Paulista informou que uma mulher de 45 anos que sofreu uma fratura no fêmur foi transferida para o Hospital São Vicente, em Jundiaí. Até o fim da tarde de sábado, ela aguardava por uma cirurgia.

Uma menina de seis anos que estava internada no Hospital Universitário de Jundiaí teve alta na tarde de sábado. Outras quatro vítimas, sendo duas mulheres e duas crianças, também já receberam alta.

Segundo o portal G1, a Polícia Civil está investigando se o motorista do carro estava disputando racha com outro veículo antes de ter provocado o acidente. Rogério Giugni, de 39 anos, não tem carteira de habilitação. Ele teve a prisão preventiva decretada por homicídio doloso e foi transferido para o Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista.

"Há aquelas disputas automobilísticas oficiais que o pessoal marca encontro, mas, nesse caso, o que chegou de informação é que tinha um carro também acelerando junto com ele. Devia ser aquelas pessoas que veem um carro acelerando e querem disputar também", explicou o delegado Rafael Diorio ao portal G1.

O delegado disse ainda que essa suspeita será apurada e que também há a possibilidade de que o motorista apenas tenha perdido o controle do veículo e atingido as oito pessoas que estavam no ponto de ônibus.

"Nós iremos verificar se tem placa do outro carro que estava com ele, se tem característica do veículo, se tem alguma câmera de monitoramento. A gente vai buscar alguma informação referente a essa questão do racha, por imprimir velocidade com outro veículo", completou.

Segundo a Polícia Civil, Rogério confessou que havia ingerido bebida alcoólica e estava com sinais de embriaguez no momento do acidente. "Ele estava bastante alterado e com fala pastosa. Além disso, havia cheiro forte de álcool", informou o delegado. Após o acidente, o condutor do carro ficou ferido e foi levado para um hospital. Ele foi autuado no local por homicídio doloso.

A prefeitura informou ao portal G1 que decretou luto oficial de três dias. O administração municipal lamentou o ocorrido e disse que está prestando apoio médico, social e psicológico a todos os envolvidos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos