Bebê jogada no Rio Capibaribe dentro de mochila tem alta de hospital

Segundo informação dos médicos, a criança foi jogada no rio horas após seu nascimento. Foto: Getty Images.
Segundo informação dos médicos, a criança foi jogada no rio horas após seu nascimento. Foto: Getty Images.
  • A recém-nascida que foi achada no Rio Capibaribe, no Grande Recife, teve alta de hospital neste sábado;

  • Segundo informação dos médicos, a criança foi jogada no rio algumas horas após seu nascimento;

  • A Polícia Civil está investigando o caso como tentativa de homicídio.

A bebê recém-nascida que foi encontrada dentro de uma mochila no Rio Capibaribe, no Grande Recife, em Pernambuco, na última quinta-feira (17), teve alta médica do Hospital Petrolina Campo neste sábado (19), de acordo com nota da prefeitura de São Lourenço da Mata.

A criança havia nascido poucas horas antes de ser jogada no rio, segundo informações dos médicos. Seu cordão umbilical ainda estava com sangue e o corpo ainda tinha líquido amniótico, indicando “pouquíssimo tempo” desde o parto.

Por meio da nota, a prefeitura disse que a recém-nascida recebeu alta por volta das 10h30, apresentando “um quadro de estabilidade e sem registro de nenhuma intercorrência grave.”

No período de observação clínica, a criança esteve sob os cuidados de toda a equipe médica da maternidade, além dos cuidadores exclusivo da Casa de Acolhimento do Município.

“Foram realizados todos os exames laboratoriais necessários, a fim de analisar com mais precisão o quadro clínico da recém-nascida”, informou a nota.

A prefeitura disse que a bebê seguiu para a Casa de Acolhimento do Município, onde ficará à disposição da Justiça e de outros órgãos competentes.

Testemunhas afirmaram que um homem em uma moto teria jogado a mochila, com a criança dentro, da Ponte de Picopeba, e que teriam ouvido ela caindo na água e o som de choro.

De acordo com a conselheira tutelar Gê Cardoso, até a última sexta-feira, nenhuma pessoa havia se apresentado ao conselho como sendo pai ou mãe da recém-nascida. A Polícia Civil está investigando o caso como tentativa de homicídio. Até agora, ninguém foi preso.

*Com informações do g1.