Beccacece e Heinze são os novos alvos do Palmeiras

Jorge Nicola
·2 minuto de leitura
Heinze parece a opção menos difícil, já que está livre no mercado desde março (Marcelo Endelli/Getty Images)
Heinze parece a opção menos difícil, já que está livre no mercado desde março (Marcelo Endelli/Getty Images)

O Palmeiras ainda não digeriu bem o “não” que levou de Miguel Ángel Ramírez, mas já tem dois novos alvos na busca por um treinador. São eles os argentinos Beccacece e Heinze, ambos com perfil de jogo considerado ofensivo pelo presidente Maurício Galiotte. A informação foi revelada pela mesma fonte que, na madrugada de quarta para quinta da semana passada, havia assegurado que Ramirez era o plano A.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

As tratativas devem começar ainda nesta quarta-feira e há pressa no Verdão, que considera ter perdido muito tempo com Ramirez. E a revolta com o espanhol do Independiente del Valle se explica: ele havia aceitado a oferta de US$ 100 mil por mês de salário no sábado.

Leia também:

No dia seguinte, indicou os quatro membros da comissão técnica com quem trabalharia no Palmeiras. No encontro com Anderson Barros e Paulo Buosi, na segunda-feira, em Quito, chegou a discutir sobre o elenco alviverde e possíveis reforços. A convicção do acerto era tamanha que o Verdão levou ao Equador um advogado do clube, que cuidaria de todas as cláusulas do contrato.

Mas, de acordo com o Palmeiras, Ramirez mudou seu discurso na noite de segunda-feira, afirmando que gostaria de ficar no Del Valle pelo menos até dezembro. Os dirigentes alviverdes deixaram claro que não aceitariam tal condição e deram um prazo até o fim do dia para sua resposta final. E o espanhol insistiu que só iria para o Allianz a partir de 2021.

O Palmeiras então desistiu de sua contratação e Anderson Barros, Paulo Buosi e o advogado voltam ao Brasil no jato particular de Leila Pereira sem o técnico. Barros, que é o executivo de futebol, ficou com o filme ainda mais torrado depois do desacerto com o treinador espanhol.

Empregado x livre: Os dois novos alvos do Palmeiras vivem condições diferentes: Beccacece é treinador do Racing e já está classificado para a próxima fase da Libertadores - recebe o Estudiantes de Mérida na noite desta quarta, em Buenos Aires, para confirmar o primeiro lugar do grupo.

Discípulo de Jorge Sampaoli, de quem foi auxiliar-técnico por 13 anos, Beccacece parece ser uma opção mais complicada do que Heinze, que decidiu deixar o Vélez Sarsfield em março. Queridinho de vários torcedores do Palmeiras, Heinze é três anos mais velho do que Beccacece (42 a 39) e tem uma linha de trabalho bem rígida.

Mas, ao mesmo tempo, é capaz de fazer seus jogadores crescerem demais. Apesar da falta de títulos, tem respeito depois dos trabalhos no Godoy Cruz, em 2015, e no Vélez Sarsfield, entre 2017 e 2020.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos