Beckenbauer, ídolo da Alemanha, não viaja ao Catar por problemas de saúde

A Alemanha começa neste quarta-feira sua trajetória na Copa do Mundo em busca do pentacampeoanto, mas com um desfalque importante na torcida. O ex-zagueiro e ídolo alemão, Franz Beckenbauer, não viajou para o Catar, país sede da competição, por considerar uma jornada cansativa, principalmente pelos problemas de saúde apresentados.

— A última vez que estive em um estádio foi há um ano. Sabe, é muito cansativo. Tive um suposto ataque ocular em um olho e infelizmente, não consigo mais ver nada à direita. E tenho que ter cuidado com meu coração — conta Beckenbauer à revista alemã Bunte.

Mesmo de longe, Beckenbauer, que se sagrou campeão Mundial em 1974 como jogador e em 1990 como técnico, revelou que vai estar na torcida para o time de Hansi-Flick na Copa do Mundo do Catar.

— Não vou viajar para o Catar. Vou manter meus dedos cruzados pelo nosso time na frente da TV — disse.

O ex-jogador de Bayern de Munique, de 77 anos, sofre com problemas cardíacos desde 2016 e já passou por três cirurgias. Beckenbauer, também chamado de Kaiser (imperador) revela que está recebendo muitas cartas de fãs pedindo um autógrafo e que fica feliz em responde-las

— As pessoas provavelmente pensam que ele nunca vive muito. Mas tentarei ficar com você por um tempo — acrescenta Beckenbauer.