Beijo na boca e tapas no bumbum causam polêmica no US Open

Sara Bejlek precisou até da embaixada tcheca para explicar comemoração com o pai e treinador no US Open. Foto: Robert Prange/Getty Images
Sara Bejlek precisou até da embaixada tcheca para explicar comemoração com o pai e treinador no US Open. Foto: Robert Prange/Getty Images

Sara Bejlek é uma das jovens mais promissoras do circuito feminino. Com apenas 16 anos, ela ocupa a 209ª posição no ranking da WTA e ao invés de ter se inscrito no sorteio de juniores do US Open, decidiu se inscrever na fase preliminar do torneio profissional e não só participou, mas também a superou graças a três vitórias.

O último triunfo foi contra a britânica Heather Watson (154º) por 2 sets a 1 com parciais de 3/6, 6/4 e 7/5 em 2h20 de jogo, valendo a vaga na chave principal. Alegre com o feito, a tenista foi festejar com o pai e o treinador.

Leia também:

Até então, tudo normal. Um abraço celebrando a conquista. No entanto, o que se seguiu surpreendeu a todos em campo e aos espectadores que assistiram ao jogo pela televisão. É que a tcheca e seu pai se deram um beijo curto na boca, em imagem que viralizou nas redes sociais.

Em seguida, o treinador tocou o bumbum de Bejlek, que é menor de idade, situação que levou vários internautas a escreverem para a WTA para tomar uma decisão sobre o assunto.

"É uma questão pessoal, cada família é diferente", explicou a Embaixada daquele país nos Estados Unidos ao ser consultada pelo jornal britânico Daily Mail. E acrescentou: "O que aconteceu não gerou nenhum problema na mídia tcheca. As reações diferem de uma família para outra", explicou a diplomacia do país.

De acordo com a mídia do país europeu que repercutiu o assunto, essas reações são bastante comuns na República Tcheca, embora nem todos a encarem da mesma maneira.

"Papai é pai e sempre será. Conheço meu treinador desde os 8 anos. Ele me enfaixou e me massageou para sempre. Se algo semelhante acontecesse na República Tcheca, ninguém cuidaria disso. Mas estamos nos Estados Unidos, todo mundo comenta sobre isso. Mas como eu disse, conversamos e não vai acontecer de novo", garantiu a jogadora em um bate-papo com a iSport.

"Vi o vídeo. Foi uma reação espontânea de toda a equipe. Certamente pode parecer inconveniente e desconfortável para alguns, mas já discutimos isso com a equipe. E não vai acontecer novamente", encerrou a jovem tenista.

A trajetória da jovem de 16 anos em Flushing Meadows terminou na primeira rodada, ao ser superada pela russa Ludmila Samsonova por 6-3, 6-1 em apenas 65 minutos de jogo.