Beirute, a crônica de uma cidade entre guerras

A vista do Mediterrâneo é especialmente bonita saindo da Praça dos Mártires, antes de fazer a curva em direção ao bairro de Gemmayzeh, em Beirute. De um lado, a mesquita Mohammad Al Amin preenche todo o campo visual, passando pela monumental catedral de Saint-Georges. No entanto, todo e qualquer libanês indicará ao visitante desavisado a rua Damas (Damasco), a linha de demarcação invisível entre cristãos e muçulmanos, “durante a guerra”. Mas que guerra?

Márcia Bechara, enviada especial da RFI ao Líbano

Sabemos que a "Damas", a famosa “Linha Verde”, que separava os bairros muçulmanos do lado oeste da capital, dos cristãos a leste, é um marco histórico da guerra civil libanesa (1975-1990), onipresente no imaginário nacional. Uma olhada mais atenta aos blocos de prédios compactos crivados de bala à direita confirma a narrativa solene do amigo libanês - "ali agora fica o Amal [movimento aliado ao Hezbollah]."

Mas uma infinidade de outros conflitos desenhou a identidade dessa capital, como cicatrizes que não mais escondem, mas redefinem as feridas coletivas, e individuais. A impressão que temos, conversando com inúmeros moradores da capital, é que a "linha de demarcação" continua mais presente e eficaz do que nunca entre cristãos e muçulmanos, dividindo a cidade em campos que se opõem, ameçando a tão desejada "unidade nacional".

"Essa virou nossa base de trabalho. Fazemos intervenções de teatro em comunidades e situações de crise, trabalhamos em todos os campos palestinos no Líbano, com mulheres submetidas à violência doméstica junto com a associação Kafa e, em 2013, começamos a trabalhar na Europa com os refugiados que chegavam massivamente", relata o diretor.


Leia mais

Leia também:
Líbano: Hezbollah perde maioria no Parlamento e Forças Libanesas convidam independentes a se unir
Conflitos com Hezbollah marcam eleição no vale do Bekaa, lar da comunidade brasileira no Líbano
Eleitores vão às urnas no Líbano, entre cinismo e esperança

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos