Belo tinha show agendado em SP e gravaria novo projeto reunindo sucessos da carreira

·1 minuto de leitura

Preso na quarta-feira pela Polícia Civil do Rio, que investiga a realização de um show feito pelo cantor no Complexo da Maré, na Zona Norte da cidade, Belo tinha uma agenda de trabalho a cumprir nas próximas semanas. Os ingressos para a apresentação que faria no Espaço das Américas, em São Paulo, no dia 20 de março, já estavam sendo vendidos desde a última sexta-feira.

No dia 16, o pagodeiro ainda gravaria um novo projeto, "O Lado B do Belo", um álbum audiovisual reunindo os sucessos da carreira solo e dos tempos de vocalista do grupo Soweto.

Leia também: Gracyanne Barbosa se pronuncia após prisão de Belo no Rio: 'Precisamos trabalhar'

Belo já tinha retomado sua agenda de apresentações no início de fevereiro, quando subiu ao palco do Jeunesse Arena, no Rio.

O cantor atualmente é empresariado por Alex Calil, que já havia sido empresário de Catra e agora cuida da carreira de outros artistas do pagode, como o grupo Pixote. Belo tambem é sócio de produtor de eventos Marcelo Vital no projeto da festa Belo Dia, que segue o modelo do Tardezinha, de Thiaguinho.