'Bem, amigos' da CPI da Pandemia: Marcelo Adnet narra depoimentos à la Galvão Bueno

·1 minuto de leitura

"Vai se criando um clima terrível" em Brasília. Marcelo Adnet entrou em campo e está narrando a CPI da Covid nas redes sociais com imitações de Galvão Bueno, Arnaldo Cézar Coelho e Walter Casagrande. O humorista tem feito sucesso no Twitter e no Instagram com suas transmissões.

A brincadeira começou no dia 18 de maio, no depoimento do ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo. Em resposta a um tweet do cantor China ("Cadê a narração de Galvão Bueno e os comentários de Casagrande nessa CPI?"), Adnet colocou a equipe de futebol da Globo a postos no Senado. Até a publicação desta matéria, o primeiro vídeo já soma mais cerca de 800 mil visualizações.

"Bem amigos da Rede Globo, aí está ele Ernesto Araújo. E vai enrolando, e vai gaguejando", diz "Galvão".

"Ele fala grosso com a oposição quando estava no poder. E agora está falando fino na CPI", comenta "Casagrande".

Pazuello Day

Num dos dias mais esperados da CPI, o primeiro dia de depoimento do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello também foi narrado.

"Sotaque de Copacabana, galeria Menescal", observa "Galvão", que, neste dia, pediu ajuda também de José Roberto Wright.

Com Pazuello passou mal no primeiro dia de depoimentos e os trabalhos foram interrompidos, Adnet voltou nesta quinta-feira para a continuação da partida.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos