Ben Affleck admite experiência "bem difícil" em "Liga da Justiça"

·2 minuto de leitura
Ben Affleck attends the premiere of Batman v. Superman: Dawn Of Justice at Odeon, Leicester Square. (Photo by rune hellestad/Corbis via Getty Images)
Ben Affleck posa para os fotógrafos em evento realizado em 2017 (Foto de Getty Images)

Resumo da notícia:

  • Ben Affleck diz que teve "momentos difíceis" durante as gravações de "Liga da Justiça"

  • O ator voltou a viver o Batman em "The Flash", novo filme da DC Comics

  • "Foi uma maneira muito boa de revisitar isso, já que a experiência anterior tinha sido difícil", disse ele

Ben Affleck deixou escapar que teve momentos difíceis durante as gravações de "Liga da Justiça" (2017), longa dirigido por Joss Whedon, diretor acusado de ser abusivo no set durante os bastidores do longa, ao falar da sua experiência ao gravar "The Flash" (2021).

"Foi uma maneira muito boa de revisitar isso, já que a experiência anterior tinha sido difícil. Isso foi realmente adorável. Realmente engraçado", disse o ator, sem citar Whedon, sobre revisitar o personagem de Batman no universo da DC Comics. 

Leia também:

"Eu me diverti muito. Provavelmente estou sob alguma ordem de silêncio que nem sei que provavelmente acabei de violar e agora vou ser processado", brincou ainda o astro.

“Eu amo Ezra [Miller, intérprete do Flash] e tive a chance de ver Jason [Momoa], que está lá fazendo Aquaman[and the Lost Kingdom]", elogiou, por fim, Affleck. "The Flash" deve estrear nos cinemas em 2022.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Acusações contra Whedon

Ray Fisher como Ciborgue em
Ray Fisher como Ciborgue em "Liga da Justiça" (reprodução)

Ray Fisher, o Ciborgue do universo da DC Comics, acusou Joss Whedon ser grosseiro e abusivo no set de filmagem de "Liga da Justiça" em desabafo nas redes sociais, além de excluir atores negros do longa.

“O tratamento de Joss Whedon no set com o elenco e a equipe de Liga da Justiça era grosseiro, abusivo, pouco profissional e completamente inaceitável. E ele foi autorizado, de várias maneiras, por Geoff Johns (chefe criativo da DC Comics) e Jon Berg (vice-presidente executivo da DC)”, disse Fisher no Twitter.

Após as declarações, Ray Fisher acabou sendo removido de "The Flash". “Recebi a confirmação oficial de que a Warner Bros Pictures decidiu me remover do elenco de The Flash. Discordo totalmente da decisão deles, mas não é surpreendente”, desabafou o ator novamente no Twitter.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos