Bento XVI descansa em paz na Basílica de São Pedro

Bento XVI repousa finalmente na Basílica de São Pedro. Os restos mortais do papa emérito foram a sepultar num caixão de cedro, colocado dentro de uma urna de zinco, que por sua vez foi colocada num caixão de madeira de carvalho, como manda a tradição.

A última morada do antigo líder da igreja católica encontra-se na Cripta da Basílica de São Pedro, no túmulo onde foi sepultado João Paulo II. O antecessor de Bento XVI foi transferido para a Capela de São Sebastião, no interior da Basílica e junto à Piedade de Miguel Ângelo, após a sua canonização, em 2011.

A cerimónia foi presidida pelo Papa Francisco, naquela que foi a primeira vez que um Papa liderou as cerimónias fúnebres do antecessor desde que Pio VI foi sepultado em Roma por Pio VII em 1802, três anos depois de ter morrido no exílio.

De acordo com o Vaticano, cerca de cinquenta mil pessoas assistiram à última homenagem, um contraste evidente com o meio milhão no último adeus a João Paulo II, e houve pedidos para a sua santificação. Bento XVI, nascido Joseph Aloisius Ratzinger, foi o primeiro Papa a abdicar do cargo desde Gregório XII em 1415.