Beyoncé e Jay-Z destinam US$ 2 milhões a bolsas de estudos para universidades historicamente negras nos EUA

·1 minuto de leitura

RIO — Beyoncé e Jay-Z destinam US$ 2 milhões (R$ 10 milhões) a bolsas de estudo para alunos de arte e criação em cinco faculdades e universidades historicamente negras nos Estados Unidos. A ação, anunciada nesta quinta-feira, ocorre por meio do programa About Love (sobre o amor), promovida pela entidade BeyGood, da cantora, e a Fundação Shawn Carter, do rapper, em parceria com a joalheria Tiffany & Co.

Serão contemplados os estudantes com maior necessidade de apoio financeiro que estejam ingressando seus estudos ou já estejam matriculados em áreas criativas, como artes visuais, mídia, performance e design ou graduação em história e comunicação. As instituições de ensino beneficiadas são: Universidade Lincoln, na Pensilvânia; Universidade Estadual de Norfolk, na Virgínia; Faculdade Bennett, na Carolina do Norte; Universidade do Arkansas; e Universidade Central Estadual, em Ohio.

Os valores das bolsas de estudo serão variados, dependendo da condição de assistência de cada aluno selecionado para ingressar no programa. As incrições começam nesta sexta-feira e vão até o dia 26.

"Esses fundos terão um efeito tremendo sobre quem recrutamos e o sucesso de nossos alunos à medida que avançam para as escolas profissionais e de pós-graduação e seguem suas carreiras", disse Jack Thomas, presidente da Universidade Estadual Central à revista "People".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos