Bia Doria chama pessoas em situação de rua de "preguiçosas"

Colaboradores Yahoo Notícias
·2 minuto de leitura
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) ao lado da primeira-dama Bia Doria (Foto: Aloisio Mauricio/Fotoarena/Sipa USA)(Sipa via AP Images)
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) ao lado da primeira-dama Bia Doria (Foto: Aloisio Mauricio/Fotoarena/Sipa USA)(Sipa via AP Images)

A primeira-dama do estado de São Paulo, Bia Doria, chamou algumas pessoas em situação de rua de “preguiçosas” durante o evento de encerramento da Campanha Inverno Solidário 2020, transmitido na última sexta-feira (28).

“Geralmente é ou a bebida, ou é desamor em casa, ou é algum problema químico e as pessoas vão para a rua. E também tem os preguiçosos que a gente sabe, mas a gente não pode falar, tem que só ajudar”, afirmou a mulher do governador João Doria (PSDB), em vídeo publicado pelo portal UOL.

Leia também

Presidente do Fundo Social de São Paulo, Bia Doria comemorou a melhora na qualidade dos cobertores que foram distribuídos para a população de rua. Também participaram do evento o secretário do Meio Ambiente, Marcos Penido, e o diretor-presidente da Sabesp, Benedito Braga.

“Me incomodava muito aquele coberto feio, aquele cobertor áspero, aquelas roupas usadas, aquelas roupas sujas. E ano passado, eu não tive coragem de fazer essa mudança drástica [...] Mas este ano a pandemia ajudou a criar coragem e vocês não fazem ideia da diferença que é entregar uma peça gostosa, uma peça que aconchega”, disse.

A assessoria de imprensa de Bia Doria alegou que a declaração foi “tirada de contexto” e que a primeira-dama “tem muito respeito pelas pessoas que moram na rua”.

“A frase de Bia Doria foi tirada do contexto. Em uma reunião virtual de mais de uma hora de duração do programa de voluntariado da Sabesp, a presidente do Fundo Social detalhou todas as ações da Campanha do Inverno Solidário liderada por ela, que este ano bateu recorde de doações distribuindo 154 mil cobertores novos para a população em situação de rua em todo Estado. Na mesma ocasião, Bia Doria explicitou que "cada morador de rua tem um problema grande e diverso" e explicou que junto à sua equipe de assistentes sociais trabalha diariamente para ajudar estas pessoas e encaminhar cada caso para o atendimento adequado.”

Em julho, Bia Doria também afirmou que foi “tirada do contexto” uma declaração para a socialite Val Marchiori durante encontro no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. Na ocasião, a primeira-dama afirmou que pessoas em situação de vulnerabilidade “gostam de ficar na rua”.