BID oferecerá US$1 bilhão para ajudar América Latina e Caribe com vacinas contra Covid-19

·1 minuto de leitura
Frascos rotulados como de vacina para Covid-19 em foto de ilustração

WASHINGTON (Reuters) - O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) disse nesta quarta-feira que mobilizará 1 bilhão de dólares para ajudar países da América Latina e do Caribe a adquirirem e distribuírem vacinas contra Covid-19, aumentando os cerca de 1,2 bilhão já prometidos para 2020.

O principal banco de crédito de desenvolvimento latino-americano disse que também continuará a proporcionar financiamento para outras medidas de saúde pública, como exames e ferramentas de rastreamento mais eficientes, e uma administração clínica melhor de pacientes de Covid-19.

"Estamos ampliando nosso apoio para ajudar países latino-americanos e caribenhos a garantir um acesso oportuno a vacinas contra Covid-19 seguras e eficazes", disse o presidente do BID, Mauricio Claver-Carone. "Os próximos meses serão críticos para se alterar o curso da pandemia e apoiar a recuperação de nossa região."

O anúncio chegou em meio ao temor crescente de um aumento acentuado de infecções e mortes de Covid-19 na região.

A América Latina foi atingida duramente pela pandemia, tendo cerca de 20% das infecções e 30% das mortes de Covid-19, embora só represente 8% da população mundial, disse a chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, em um evento na terça-feira.

O BID disse que os fundos adicionais ajudarão países a comprarem doses de vacina individualmente ou através de esforços multilaterais, como o programa Covax da Organização Mundial da Saúde (OMS), além de desenvolver mecanismos eficientes de distribuição de vacinas e criar uma estrutura de imunização.

(Por Andrea Shalal em Washington)