Biden acusa Trump de desencadear 'um ataque total' às instituições democráticas

·1 minuto de leitura
O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, anuncia os nomeados-chave para o Departamento da Justiça em Wilmington, Delaware, 7 de janeiro de 2021
O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, anuncia os nomeados-chave para o Departamento da Justiça em Wilmington, Delaware, 7 de janeiro de 2021

O presidente eleito Joe Biden acusou Donald Trump nesta quinta-feira (7), um dia após a invasão do Capitólio por manifestantes pró-Trump, de desencadear "um ataque total" contra as instituições democráticas e causar um dos "dias mais sombrios" da história dos Estados Unidos.

"Ele desencadeou um ataque total às instituições de nossa democracia desde o início", declarou Biden. A tomada do Congresso na quarta-feira foi "um dos dias mais sombrios da história de nossa nação", acrescentou, chamando de "terroristas" aqueles que participaram dos distúrbios.

Momentos antes do início do caos, Trump discursou para seus apoiadores, encorajando-os a se dirigirem ao Congresso. Depois, postou um vídeo no qual repetia, sem provas, que a eleição havia sido "roubada".

O próximo presidente americano, que deve assumir a Casa Branca em 13 dias, acusou as autoridades de terem tratado os apoiadores de Trump com mais condescendência que os participantes dos protestos antirracistas que foram dispersos à força no ano passado em Washington.

"Se tivesse sido um grupo do (movimento antirracista) Black Lives Matter o que protestava ontem, teria recebido um tratamento muito diferente do que recebeu a turba de bandidos que invadiu o Capitólio", afirmou Biden.

"Todos sabemos que isso é verdade e é inaceitável", acrescentou.

bur-ad-rs/lda/ic/mvv