Biden anuncia troca de prisioneiros com Talibã no Afeganistão

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou nesta segunda-feira (19) uma troca de prisioneiros acertada com o regime do Talibã no Afeganistão, envolvendo um engenheiro americano e um traficante afegão condenado à prisão perpétua.

Mark Freirich estava detido no Afeganistão desde 2020, enquanto Bashir Noorzai havia sido preso nos EUA em 2005 e condenado por tráfico de heroína aos EUA e à Europa. Biden, porém, não mencionou em seu pronunciamento que concedeu perdão ao líder do Talibã.

A transferência dos presos teria se dado em um aeroporto da capital afegã, Cabul, segundo o ministro de Relações Exteriores do Talibã, Amir Khan Muttaqi.

A administração Biden está sob pressão de familiares de americanos presos no exterior e ampliou os esforços diplomáticos de repatriação —como no caso da estrela de basquete Brittney Griner, presa na Rússia desde fevereiro. "O sucesso na negociação que libertou Mark [Freirich] dependeu de decisões difíceis, que não tomei de forma leve", afirmou o presidente.