Biden anunciará Buttigieg em indicação mais recente para gabinete diverso

Joseph Ax
·2 minuto de leitura
Joe Biden e Pete Buttigieg em Dallas

Por Joseph Ax

(Reuters) - O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, planeja anunciar o ex-rival Pete Buttigieg formalmente nesta quarta-feira como seu escolhido para a secretaria dos Transportes, ampliando o que toma a forma do gabinete mais diverso da história do país.

Se confirmado pelo Senado, o ex-prefeito de 38 anos de South Bend, em Indiana, será o primeiro secretário abertamente gay do gabinete.

A indicação coroa a ascensão política de Buttigieg, que saiu da obscuridade e montou uma campanha surpreendentemente robusta para disputar a indicação presidencial democrata. Militar veterano que serviu no Afeganistão, Buttigieg está na vanguarda da próxima geração de políticos democratas e é visto por muitos como um futuro concorrente à Casa Branca.

Quando Buttigieg encerrou a campanha e declarou apoio a Biden, em março, este o elogiou muito, dizendo que o nativo de Indiana o faz lembrar de seu falecido filho, Beau.

Como secretário dos Transportes, Buttigieg supervisionaria uma agência federal abrangente que regulamenta as linhas aéreas, sistemas de trânsito e rodovias interestaduais do país. Ele também desempenharia um papel central nas iniciativas ambientais e de infraestrutura propostas por Biden, incluindo planos para acrescentar 500 mil estações de carregamento para veículos elétricos em todo o território norte-americano.

Os contornos da equipe de combate à mudança climática de Biden estão ficando mais nítidos. Na terça-feira, fontes disseram à Reuters que Biden pretende transformar Gina McCarthy, ex-chefe da Agência de Proteção Ambiental, em sua "czarina" de política climática doméstica, e Jennifer Granholm, ex-governadora do Michigan, em sua secretária de Energia.

Biden vem montando seu governo metodicamente, apesar da recusa do presidente, Donald Trump, de admitir sua derrota. O republicano Trump vem alegando reiteradamente, contra todos os indícios, que os resultados da eleição de 3 de novembro foram marcados por uma fraude generalizada.

Ainda na terça-feira, o líder republicano da maioria do Senado, Mitch McConnell, tornou-se o membro mais graduado de seu partido a reconhecer a vitória de Biden.

Biden, que foi vice-presidente do primeiro presidente negro dos EUA, Barack Obama, prometeu formar um governo que reflita a diversidade nacional.

Embora Buttigieg seja visto como uma estrela ascendente no partido, alguns grupos progressistas e ativistas negros o criticaram durante a campanha por não fazer o suficiente como prefeito de South Bend para tratar da desigualdade racial.

(Reportagem adicional de Jarrett Renshaw e David Shepardson)