Biden considera "decepcionante" saída da Turquia de pacto sobre violência contra a mulher

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, considerou neste domingo "profundamente decepcionante" a retirada da Turquia de um acordo internacional destinado a proteger as mulheres da violência, considerando-a um retrocesso.

"Os países deveriam trabalhar para fortalecer e renovar seus compromissos com o fim da violência contra as mulheres, não rejeitando os tratados internacionais destinados a proteger as mulheres, e responsabilizar os agressores", disse Biden em um comunicado.

"Este é um retrocesso desanimador para o movimento internacional pelo fim da violência contra as mulheres em todo o mundo."

(Reportagem de Doina Chiacu)