Biden consola famílias na Flórida; buscas em desabamento são retomadas

·2 minuto de leitura
Biden visita Surfside após desmoronamento de prédio

Por Katanga Johnson e Steve Holland

SURFSIDE (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, prometeu nesta quinta-feira auxílio do governo federal e ofereceu conforto às famílias dos mortos e desaparecidos no desabamento de um prédio residencial na Flórida na semana passada, enquanto as operações de busca e resgate foram retomadas, depois de ficarem temporariamente suspensas devido a preocupações com a estabilidade da estrutura remanescente do edifício.

Biden, que teve sua vida pessoal e carreira marcadas por tragédias, viajou à Flórida em uma missão oficial uma semana após o edifício Champlain Towers South, de 12 andares, desabar parcialmente enquanto seus residentes dormiam.

O número confirmado de mortos continua em 18, após a descoberta de mais seis corpos nas ruínas do condomínio, entre eles duas crianças de 4 e 10 anos de idade. Outras 145 pessoas estão desaparecidas e podem ter ficado presas nos escombros, e as esperanças de serem encontradas com vida diminuem a cada dia que passa.

"A nação inteira está de luto com essas famílias. Eles veem isso todos os dias na televisão, estão passando por um inferno", disse Biden a repórteres. "Sentei-me com uma mulher que perdeu o marido e o filho e não sabia o que fazer."

Após chegar em Miami, Biden compareceu a uma reunião com autoridades locais, entre elas o governador Ron DeSantis, que é visto amplamente como um potencial candidato republicano à Presidência em 2024.

Biden, um democrata, disse a eles que entregaria "o que for necessário" e que espera que o governo federal cubra os custos completos para o condado e para o Estado.

Após a reunião, Biden se encontrou com bombeiros e outros membros de equipes de resgates que realizam buscas por vítimas no local.

"Eu gostaria de dizer: obrigado, obrigado, obrigado, obrigado", disse Biden, que também pareceu se referir às pessoas que resgataram seus dois filhos do acidente automobilístico que matou sua primeira esposa e sua filha em 1972.

A viagem desta quinta-feira marca a segunda ocasião desde que Biden se tornou presidente em que ele visita o cenário de um desastre.

Em fevereiro, ele foi ao Texas depois que uma tempestade de inverno intensa deixou milhões de pessoas sem energia ou água limpa durante dias e matou várias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos