Biden critica emissoras de TV a cabo e redes sociais por espalharem mentiras sobre vacinas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Presidente dos EUA, Joe Biden
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Joe Biden
    Joe Biden
    Presidente dos Estados Unidos

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, acusou nesta terça-feira personalidades não especificadas de emissoras de televisão a cabo e empresas de mídia social de ganharem dinheiro "vendendo mentiras" sobre as vacinas contra Covid-19 e espalhando informações incorretas que podem matar espectadores e seguidores.

Em um discurso na Casa Branca alertando os não vacinados sobre os perigos da variante Ômicron do coronavírus, Biden disse: "Os não vacinados são responsáveis ​​por suas próprias escolhas".

Mas ele acrescentou: "Essas escolhas têm sido alimentadas por desinformações perigosas na TV a cabo e nas redes sociais".

Biden não identificou nenhuma pessoa ou empresa pelo nome, mas a Casa Branca criticou a Fox News e os apresentadores noturnos da rede, Tucker Carlson e Sean Hannity. Biden criticou anteriormente o Facebook por permitir publicações que espalham falsidades sobre vacinas.

"Vocês sabem, essas empresas e personalidades estão ganhando dinheiro vendendo mentiras e permitindo a desinformação que podem matar seus próprios clientes e seus próprios apoiadores", disse Biden.

"É errado. É imoral. Apelo aos provedores dessas mentiras e desinformação para parar. Parem agora", afirmou Biden.

Uma campanha de desinformação com motivação política ajudou a alimentar o ceticismo sobre a segurança das vacinas nos Estados Unidos contra evidências médicas avassaladoras que mostram que elas funcionam e representam pouco risco. Um em cada quatro adultos americanos não está vacinado.

(Reportagem de Steve Holland e Jarrett Renshaw)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos