Biden diz estar negociando envio de vacinas contra Covid-19 a outros países

·1 minuto de leitura
Presidente dos EUA, Joe Biden, na Casa Branca

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos estão discutindo quando podem começar a enviar vacinas contra Covid-19 para a Índia e outros países, ao mesmo tempo em que preparam a entrega de medicamentos e outros equipamentos para a Índia em meio a um aumento de casos no país, disse o presidente dos EUA, Joe Biden, nesta terça-feira.

"Acredito que estaremos em posição de poder compartilhar vacinas e conhecimento com outros países que realmente precisam. Essa é a esperança e a expectativa", afirmou Biden a repórteres após fazer uma declaração sobre o coronavírus na Casa Branca.

Biden disse que conversou longamente com o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, inclusive sobre quando os Estados Unidos poderão enviar vacinas para o país de 1,3 bilhão de habitantes, e assegurou sua intenção clara de fazê-lo.

Biden não deu uma data específica para o início das remessas de vacinas, mas a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, disse a repórteres na segunda-feira que os EUA poderiam começar a enviar até 60 milhões de doses da vacina contra o coronavírus da AstraZeneca nas próximas semanas para outros países.

Biden ainda confirmou que os EUA começarão a prestar assistência e enviar outros suprimentos à Índia, incluindo o antiviral remdesivir, da Gilead Sciences, e as peças mecânicas necessárias de maquinaria para fabricar vacina.

(Reportagem de Steve Holland, Heather Timmons e Andrea Shalal)