Biden diz que desconhece conteúdo de documentos sigilosos encontrados em seu antigo escritório

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, garantiu nesta terça-feira (10) no México que desconhece o conteúdo de documentos sigilosos que foram encontrados em um escritório que ele utilizou quando era vice-presidente de seu país.

"Não sei o que os documentos contêm", disse Biden a repórteres após a Cúpula da América do Norte, junto com seu homólogo mexicano, Andrés Manuel López Obrador, e o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau.

Biden declarou-se surpreso com a descoberta, realizada em um centro de pesquisas em Washington, e garantiu sua colaboração no esclarecimento do caso.

Os advogados do presidente descobriram os documentos em novembro, em um armário trancado, durante uma limpeza no Centro Penn Biden, afiliado à Universidade da Pensilvânia, e os encaminharam ao Arquivo Nacional, que administra esse tipo de material, informou Richard Sauber, assessor especial de Biden.

"A Casa Branca está cooperando com o Arquivo Nacional e o Departamento de Justiça", afirmou Sauber em um comunicado, em que descreveu o achado como "um pequeno número de documentos marcados como classificados".

"Os documentos não foram objeto de qualquer solicitação ou requerimento prévio" e, desde que foram encontrados, os advogados de Biden cooperaram para "garantir que os registros da administração Obama-Biden estejam em posse do Arquivo", explicou.

axm/sem/ll/ic