Biden diz que ele e primeira-dama tomarão dose de reforço da vacina contra Covid

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Presidente dos EUA, Joe Biden, na Casa Branca
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que ele e a primeira-dama, Jill Biden, tomarão uma terceira dose da vacina contra a Covid-19 para aumentar a imunidade, à medida que seu governo anuncia o fornecimento de doses de reforço a norte-americanos em setembro.

"Vamos conseguir as doses de reforço", disse Biden em uma entrevista à emissora ABC News que foi ao ar nesta quinta-feira.

Sua fala foi gravada na quarta-feira em meio à divulgação por autoridades de saúde norte-americanas do plano de disponibilização de terceiras doses de reforço das vacinas contra a Covid-19 para adultos nos EUA a partir de 20 de setembro.

O programa de reforço está sendo lançado mesmo com milhões de norte-americanos ainda sem adotar a vacinação inicial e muitos em todo o mundo aguardando pelo fornecimento da vacina.

Biden, de 78 anos, observou que ele e sua esposa receberam a primeira dose da vacina da Pfizer Inc/BionNSech SE em dezembro, ainda no início da imunização nos Estados Unidos.

"Já passou da hora", disse ele à ABC.

(Por Susan Heavey)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos